Eventos

Venha nos visitar
Data : 15 / nov / 2017
Horário : 21:00
Endereço : RUA DUVIVIER, 37, COPACABANA
Tel : 21 96808683 & 21 25432962
30,00 (DINHEIRO)

DUO IFÉ

21:00 (QUA) | Bottle's Bar

Duo Ifé

Ifé do yorubá, quer dizer amor, e é deste amor a música que nasce o duo. Tocando juntos a quase três anos, Felipe Guedes e Vanessa Melo se juntam mais uma vez em um formato intimista e desafiador. Trazendo composições autorais e releituras da música de matriz africana, o duo se desdobra em formações distintas, hora baixo e voz, hora guitarra e clarinete, buscando versatilidade e riqueza sonora.

Vanessa Melo

Iniciou seus estudos musicais na Sociedade Filamônia Oficina de Frevos e Dobrados, sob a batuta do maestro Fred Dantas. Um ano depois ingressou no curso técninco de música no Colégio Deputado Manoel Novaes. No ano seguinte ingressa no projeto NEOJIBA, onde atuou por sete anos, como clarinetista e monitora de educação musical. É graduanda em clarinete pela UFBA.

Em 2013 dá início a carreira de cantora realizando apresentações em Salvador, nos grupos Oquestra de pandeiros, Pradarrum, entre outros. No carnaval de 2015 foi convidada para  dividir lco  principal doelourinho com Tote Gira e Lazzo Matumbi, no projeto Batuques do Coração, cantando as tradições do samba baiano. Atulmente é integrante do Rumpilezzinho, projeto idealizado por Letieres Leite, projeto este que tem a formação musical de jovens atravez do UPB (Universo Percussivo Baiano). Concorreu ao FENFIT 2015 (Festival Nacional de Forró de Ítaunas) sendo premiada na categoria Revelação Feminina.

Felipe Guedes

Felipe Guedes dos Santos Conceição, nascido e criado no bairro da Federação (Gantois), vem de uma família de grandes músicos; é multi-instrumentista autodidata. Iniciou na música com apenas 4 anos tocando bateria e percussão, aos 5 passou a explorar a área das cordas, passando por violão (6 e 7 Cordas), cavaquinho, contrabaixo (elétrico/acústico), bandolim, viola caipira, nos sopros passou pelo clarinete. Hoje tem a guitarra como instrumento principal e se mantém inserido no mundo tecnológico musical trabalhando com gravações, jingles, produções musicais e MIDI’s, Participa da banda base da Jam no MAM e de projetos de ampla diversidade musical.

Em 2011 participou do XVIII Festival De Música Instrumental Da Bahia, estreia do grupo PRADARRUM (Gabi Guedes). Em 2015 participou da 1ª edição do Festival de Jazz de Salvador, a convite especial de Ed Motta. Em 2016 participou do disco Coletivo Plugado na Rede e do lançamento do mesmo como músico, compositor e arranjador, idealizado por Gil Camará.

BEX (Bahia experimental) idealizado por Tiago Trad, oficina de música experimental. Festival de artistas de rua na banda de Aly Keyta e Willy Sahel idealizado por Bernard Snyder (One man band). Participou da 2ª edição do Festival de Jazz de Salvador, com o grupo PRADARRUM (Gabi Guedes e part. de Donatinho) e convidado de Toninho Horta.